Erros comunicacionais – A falta da escuta ativa

Vamos iniciar hoje uma série de postagens que vão mostrar os principais erros que comentemos enquanto nos comunicamos e nem percebemos isso.

A ESCUTA ATIVA é um dos mais eficazes recursos para uma comunicação eficaz e na maioria das vezes é negligenciada. Geralmente nos esquecemos que o silêncio também faz parte dos recursos da comunicação sendo uma ferramenta de grande eficiência. Quando nosso interlocutor está falando nós devemos nos silenciar e escutar ATENTAMENTE toda a sua mensagem.

Lembre-se que ouvir é receber as ondas sonoras através de nosso aparelho auditivo enquanto escutar é entender as palavras que foram captadas pela audição.

Nosso maior erro em uma conversa é que ao invés de focarmos nossa atenção para absorver a mensagem, estamos mais preocupados com a resposta que iremos dar quando ele parar de falar.

Dessa forma assimilamos apenas as primeiras palavras ditas e logo na sequência voltamos toda nossa atenção na formulação da resposta resultando em uma perda gigantesca do conteúdo que de fato a pessoa deseja nos transmitir.

O que fazer então? Perceber que nossa ESCUTA ATIVA na verdade está DESATIVADA é o primeiro passo para a correção deste erro. Dessa forma conseguimos nos policiar e acabamos escutando mais do que falamos. Jamais formule as respostas antes do interlocutor terminar de falar, ouça atentamente tudo o que ele tem a dizer. Quando chegar a sua vez de falar ou retrucar você pode começar recapitulando a forma como você entendeu. Podemos começar dizendo: “Deixa eu ver se entendi, você disse que …” Neste momento você ganha tempo para agora sim sistematizar seus argumentos para a refutação.

Em SÍNTESE: Escuta ativa ocorre quando voltamos totalmente a nossa atenção para a mensagem da outra pessoa e neste momento não desviamos a atenção para formular uma resposta. Sempre ESCUTE mais do que FALE enquanto seu interlocutor expõe as ideias dele, dessa forma você perceberá um maior entendimento do assunto e a conversa será muito mais fluida.

Até a próxima!

Rodrigo Pedrotti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *